A DISCEFA CONTINUA A SER UMA REFERÊNCIA NO SEU SETOR, PREVISÕES PARA 2019

Back to Posts

Share this post

A Discefa confirma a sua liderança no fecho de 2018. E esta tendência repete-se na primeira metade do ano de 2019, meses em que enfrentámos os desafios que nos tínhamos proposto com um grande êxito. Tudo isto graças à confiança que os nossos clientes depositam nos nossos produtos.

O polvo Discefa chega aos expositores dos supermercados

Não escapa a ninguém o facto de o polvo se ter convertido na estrela dos produtos do mar. Os consumidores gostam do seu sabor, assim como da sua versatilidade e da facilidade do seu consumo. Nos últimos anos deu o salto da peixaria para os frigoríficos de refrigerados, cru ou preparado da forma mais tradicional. As grandes marcas apostaram nele. E agora nós, especialistas neste produto, decidimos desafiar-nos e incorporar-nos nesse setor do mercado.

A Discefa é há anos a primeira especialista deste cefalópode congelado em volume comercializado (de acordo com o Ranking Alimarket) para profissionais. Acreditávamos firmemente que a evolução lógica era a de chegar ao consumidor final, a essas pessoas que querem seguir uma alimentação saudável, mas que não têm tempo para comprar produtos frescos. Por isso, a nossa estratégia centrou-se na entrada em grandes superfícies, supermercados e hipermercados.

Sob a marca el Rey del Pulpo, é comercializado em diferentes formatos para satisfazer as necessidades de todos. Bandejas de 200 gramas, 300 ou 400 de polvo em tentáculos e também meios polvos. A grande diferença desta marca em relação a outras com as quais partilha expositor é a da qualidade. E estamos convencidos de que nem todos os polvos são iguais, pelo que continuamos a apostar na máxima excelência das matérias-primas que utilizamos para elaborar os produtos. Ofereceremos qualidade extra, como a que durante os últimos quatro anos os nossos distribuidores receberam com a marca Tentak.

Investimentos e Resultados de 2018

O caminho para chegarmos a este ponto foi longo. Primeiramente, investimentos de 1,4 milhões de euros na instalação que temos na Corunha, na localidade de Cambre. Considerávamos imprescindível a criação de uma linha de produção única para o setor retail, com robôs que se encarregam de uma grande parte dos processos, como o do congelado, que também foi melhorado durante o ano passado. Também foram ativadas salas limpas especiais para a embalagem e manutenção do produto refrigerado. Isto permitiu que conseguíssemos em 2018 certificações como IFS e MSC. Assim como o nosso empenho para tornarmos a pesca sustentável na única opção. Por isso, apoiámos ativamente projetos de melhoramento pesqueiro (FIP, das suas iniciais em inglês) em alguns dos principais bancos de pesca do mundo, como o da Mauritânia e o do México.

Tão importante como colaborar na conservação e na sobrevivência dos nossos mares e das espécies que nele habitam, é para nós salvaguardar a segurança alimentar nos processos de produção. Razão pela qual selecionamos minuciosamente os nossos fornecedores e distribuidores, e cuidamos de todos e cada um dos nossos procedimentos internos.

A empresa faturou no exercício anterior 91,2 M€, mais 8,3% do que em 2017, pela comercialização de 9.250t. Em 2019, a previsão aponta para cerca de 86 M€, descida motivada pela correção dos preços em baixa.

Tudo isto apesar de em agosto do ano passado o preço do polvo ter alcançado o máximo histórico. Foi por isso que se teve que adequar os preços, evitando que o consumidor final o notasse no seu bolso. Isto influiu negativamente nas margens e nos resultados, assim como no consumo deste produto na Espanha. Graças à nossa presença noutros mercados, conseguimos enfrentar a tempestade. E acontece que 86% da nossa produção vai para além das nossas fronteiras com grande presença no mercado norte-americano, onde contamos com uma filial, a Ditusa.

2019: previsões e correção de preços

Até agora tínhamos conseguido entrar em mais de 40 países através de distribuidores locais, mas os destinatários dos nossos produtos eram principalmente os profissionais da hotelaria. O nosso produto principal neste mercado é o polvo inteiro congelado e preparado para poder ser utilizado nas diferentes elaborações e combinações de sabores que os mestres da cozinha lhe queiram dar. Mas agora o consumidor final também pode apreciar este sabor de primeiríssima qualidade que só é possível graças à compra aos que realmente sabem disto, os que ainda efetuam a pesca de forma artesanal e que têm em conta a importância da sustentabilidade dos oceanos e do ambiente.

O nosso objetivo é conseguir que neste ano de 2019 possamos baixar os preços e fazer com que todo o tipo de consumidores possa saborear o autêntico polvo de primeira qualidade com o qual trabalhamos na Discefa. O custo da matéria-prima desceu até níveis semelhantes aos de 2016 e queremos que o consumidor também o perceba. É por isso que vamos efetuar uma correção dos preços, apesar de as nossas margens se voltarem a ressentir. O objetivo é fazer com que o consumo do rei do mar volte a aumentar.

Durante este ano também estamos a trabalhar no aumento da capacidade da nossa fábrica. Estamos a construir, em terrenos anexos à instalação que temos atualmente em Cambre, um armazém de frio de grande volume, que esperamos que esteja a funcionar em fins de 2019.

O nosso grande desafio para estes meses e para o próximo ano é, como já dissemos, fazer com que o polvo da Discefa possa estar presente em todos os lares. Que quem o desejar possa apreciar o seu sabor e oferecê-lo aos seus convidados. Que se possam aproveitar as suas altas propriedades muito benéficas para o organismo e para aqueles que querem cuidar da sua linha. Mas sem perder nada da qualidade e da excelência que nos caracteriza.

Back to Posts